Domingo, 17 de Janeiro de 2021
11985561761
Notícias pandemia, turismo

Mudança no Plano SP afeta Turismo no Litoral de SP

Prefeitos da Região

03/12/2020 16h06 Atualizada há 1 mês
Por: Rubia Menezes Fonte: https://www.gov.br/pt-br/noticias/viagens-e-turismo/2020/11/governo-anuncia-plano-de-retomada-do-turismo
Pandemia afetou turismo na Baixada Santista
Pandemia afetou turismo na Baixada Santista

Boa tarde pessoas!

Nossa coluna hoje vai falar sobre as mudanças do Plano SP e seus resultados no Turismo da Região Metropolitana da Baixada Santista, pois esta semana, o Governador do Estado de São Paulo, João Dória Junior, retrocedeu pra fase amarela do Plano SP, o que restringe mais uma vez o setor de Turismo no Litoral de SP em pleno final de ano.

Já se sabe que este ano por conta da pandemia, não haverá queima de fogos na virada do ano em todas as cidades da RMBS, mas nem por isso voltaram atrás na decisão, que já se sabia que aconteceria desde o 1º turno das eleições, este ano foi dia 15 de novembro, prefeitos da RMBS já se manifestaram proibindo turistas de reservar quartos de hotéis, alugar casas de veraneio, etc até o dia 04 de janeiro, caso esse de Walter Suman, prefeito de Guarujá, o que causou revolta de pessoas ligadas ao setor de Turismo da região.

O impacto foi grande no Turismo, tanto que depois que fizeram o retrocesso, o Governo Federal por meio do Ministério do Turismo tomou uma série de medidas. Além de focar na manutenção dos postos de trabalho, por meio do pagamento do Auxílio Emergencial, da flexibilização da jornada de trabalho e da suspensão temporária do contrato de trabalho, editou Medida Provisória para garantir os direitos do consumidor para remarcação de serviços turísticos e eventos e, ao mesmo tempo, evitar a falência dos prestadores de serviços.

O Governo Federal também destinou R$ 5 bilhões para crédito de empreendimentos cadastrados no Cadastur, relação dos prestadores de serviços turísticos, para possibilitar a sobrevivência das empresas. “A agenda do Ministério do Turismo, a nossa agenda, passou a ser quase que exclusivamente econômica. O entendimento era de que precisávamos socorrer de forma imediata o setor; e o Governo Federal não se furtou dessa missão”, acrescenta o ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio.

Meus caros colegas e queridos leitores, vamos torcer pra que tudo se resolva logo, que a vacina chegue logo e que possamos voltar aos eventos turísticos, pois nossa agonia é grande e nossas contas vêem na mesma proporção.

 

Bem, até nossa próxima coluna, Deus quiser

Ele1 - Criar site de notícias