Quinta, 09 de Dezembro de 2021
11985561761
Entretenimento Lançamento

Lucca e Mateus lançam, em parceria com DJ Lucas Beat, "JBL Paraguai Remix"

*

12/11/2021 16h20
Por: Redação Fonte: assessoria
Foto Divulgação
Foto Divulgação

Lucca e Mateus, em parceria com o DJ Lucas Beat, lançam hoje “JBL Paraguai Remix” pela Sony Music. Esta é versão funk da música original da dupla, que em 6 meses, alcançou mais de 4.4 milhões visualizações e mais de 1.8 milhões de streams.

Ouça AQUI!
Assista AQUI!

“O Lucas mandou um direct para a gente, no Instagram, falando que ele curtia e conhecia nosso trampo e que ele tinha feito já o remix da JBL porque gostava muito dessa música. Ele mandou pra gente e curtimos muito! Já conhecíamos ele através das redes sociais, por conta do trampo dele que está bombando no TikTok em outras redes sociais. Tenho certeza que vai estourar nesse Brasilzão. Pra cima”, comenta Mateus, integrante da dupla que integra o Filtr Lab, programa da multinacional que visa impulsionar artistas em ascensão.

O remix mantém os elementos originais de produção, mantendo a referência do Mamonas Assassinas, entre outras. “Isso é massa, que ele curtiu essas referências e deixou pra remeter o single original. Vai trazer a mesma vibe que o clipe e que a música original trouxeram. É hitzeira”, completa Mateus.

“Quando escutei a música ‘ JBL Paraguai’, pela primeira vez, curti muito a vibe dos meninos e a referência feita ao grupo Mamonas Assassinas. Nesse hit a galera vai ouvir batidas e elementos que acompanham minha trajetória na música”, finaliza o DJ.

Sobre Lucca e Mateus

A dupla Lucca e Mateus formou-se no final de 2016 em Londrina/PR e até 2017 as apresentações eram em bares e baladas locais. Em janeiro de 2018 lançaram o hit “Explica esse Rolê”, que atualmente possui mais de 38 milhões de visualizações no Youtube.

Ainda em 2018, lançaram a música “Quem Tem Amigos”, com um clipe gravado em Maringá/PR que contou com a presença de mais de 15 mil pessoas, e o vídeo hoje soma mais de 17 milhões de visualizações. Neste mesmo ano iniciaram sua primeira turnê nacional intitulada Explica Esse Rolê.

Em setembro de 2019, gravaram seu primeiro DVD - O Nosso Rolê - em Londrina/PR, com público de mais de 10 mil pessoas que puderam escutar participações como João Bosco & Vinícius, Mc Hariel, Léo & Raphael e Mano Fler. No repertório do DVD foram gravadas 19 músicas, sendo 15 inéditas e todas autorais.

Em 2020, Lucca e Mateus foi a primeira dupla a fechar parceria com a GR6, o maior escritório de funk do Brasil. No final deste mesmo ano a dupla se uniu à gravadora Sony Music, onde trabalham em parceria até os dias atuais. Em agosto, lançaram pela multinacional “Me Jogar Na Revoada”, trabalho que traz elementos do sertanejo e do funk mesclados numa mistura criativa e inovadora para o mercado.

Sobre Filtr Lab

O Filtr - originalmente marca global de playlist da Sony Music - evoluiu no Brasil para uma plataforma de entretenimento, que une iniciativas para aproximar artistas e fãs, curadoria e produção de conteúdo, como o canal Filtr Brasil no Youtube, o FILTR GameFILTR Live, FILTR StoreFiltr Latino e o Filtr Makers.

A proposta da marca FILTR Brasil é seguir desenvolvendo e impulsionando cada vez mais uma comunidade de pessoas engajadas que transitem por estes diversos pontos de contato com o vasto mundo da música. Acompanhando este conceito, a Sony Music Brasil lança Filtr Lab, programa que trará destaque para dez vozes em ascensão, por ano, sendo Mari Fernandez a primeira delas, seguida da dupla Lucca e Mateus e da cantora Brisa Star.

Sobre DJ Lucas Beat

Lucas Beat virou fenômeno e é hoje disputado por artistas de todo país. O músico, de Presidente Prudente, descobriu a fórmula do sucesso ao unir 'sofrência' com batida dura do funk. A vinheta identifica o autor da mistura: "D-J-Lu-cas-Beat". O artista de 21 anos, que começou usando as músicas sem permissão, hoje é disputado por ídolos do sertanejo e do forró. Seus remixes estouraram pelo Brasil: "Disco arranhado", arrocha da baiana Malu, "Bloqueia eu", modão dos sul-matogrossenses João Bosco e Vinícius, e "Vou falar que não quero", forró do pernambucano Vitor Fernandes. Há parcerias na fila com outros artistas.

Lucas Felipe Narcizo Silva gostava de música desde criança e, quando tinha 15 anos, sonhava em ser David Guetta. "Sempre fui apaixonado por música eletrônica. Vi que tinha muito DJ de fora que trabalhava com isso, produzindo e tocando em festa. Achei que poderia trabalhar com isso", lembra Lucas, que começou a fazer as primeiras produções só com música eletrônica, sem voz. Além disso, o plano de ser DJ atrapalhava no colégio. Lucas deu um tempo. Decidiu que não queria trabalhar com música eletrônica, mas se encantou pela batida de funk quando um carro de som passou em frente à sua casa. "Na época, eu nem me interessava muito por funk, mas o carro apareceu tocando funk e o que eu achei interessante é que o 'beat' (batida) parecia muito com os elementos que eu usava na eletrônica. Falei: 'Pô, acho que consigo reproduzir mais ou menos o 'beat' no programa"(de computador).

Lucas começou cobrando R$ 20 para criar bases de funk para MCs pela internet. Depois aumentou para R$ 40 e foi arrumando trabalhos. Com tanta insistência, foi crescendo a procura e o preço. Com 18 anos, ele já ganhava cerca de um salário mínimo com as produções para ajudar em casa. Ele entrou para a produtora Mídia Hits e queria mais do que as encomendas. "Em 2020 eu comecei na 'brisa' de não só produzir os MCs, mas fazer alguns trabalhos pessoais, pegando músicas e fazendo remixes", conta. A coisa começou a engatar e virar trilha para dancinhas no TikTok e no Instagram. 

O DJ tem milhões de visualizações e acessos em plataformas digitais de música. Tem gravações com Wesley Safadão, Dilsinho e Mateus Fernandes, Tarcísio do Acordeon, Jonas Esticado feat Gusttavo Lima, Guilherme e Benuto e Murilo Huff. O trabalho mais recente do artista é a música “Alô, Ex-Amor”, parceria com João Bosco e Gabriel. Lucas Beat segue com agenda lotada de shows e pedidos de grandes artistas.

Ele1 - Criar site de notícias