Quinta, 09 de Dezembro de 2021
11985561761
Entretenimento Acontece

Guilherme Marchi elogia o campeão mundial da PBR José Vitor Leme: “ele é diferenciado”

*

09/11/2021 11h38
Por: Redação Fonte: assessoria
Foto Divulgação
Foto Divulgação

O Brasil levou pela décima segunda vez o título Mundial da PBR (Professional Bull Riders) Unleash The Beast, maior evento de montaria do mundo. O título deste ano foi conquistado por José Vitor Leme, que já havia faturado o mundial no ano passado, no último domingo (7) na final realizada em Las Vegas, nos Estados Unidos. Com o bicampeonato, Leme se tornou apenas o segundo cowboy a vencer duas temporadas seguidas, feito alcançado apenas por Silvano Alves. Campeão mundial em 2008, Guilherme Marchi, um dos sete brasileiros que já levaram a fivela de ouro, elogiou a conquista do compatriota.

"A vitória dele foi espetacular! Ele é um competidor diferenciado, que tem uma constância muito boa. Ele quebrou esse ano todos os recordes, que já eram seus. O José Vitor Leme tem o dom para montar em touros, ele é diferenciado. Ele é muito focado. Para o esporte como um todo, em especial para o mercado brasileiro, essa vitória foi muito importante, porque a pandemia atingiu muito o nosso mercado. Com a volta dos eventos e agora com o nosso bicampeão mundial, a indústria do rodeio e da montaria só tem a se fortalecer. Um título que ficou para a história para o José Vitor Leme e para a montaria brasileira", enalteceu Marchi.

O triunfo de José Vitor Leme foi ainda mais incrível por ele ter quebrado diversos recordes, que já eram seus. Ele conseguiu a maior nota da história da organização ao anotar 98,75, alcançou a façanha de permanecer os oitos segundos nos seis touros que montou nos cinco dias de competição e fechou a temporada com 21 vitórias de rounds, 24 montarias acima dos 90 pontos, alcançou pela primeira vez na história os 50 pontos possíveis e se tornou o maior vencedor de etapas (oito no total) em uma única temporada (igualando o feito do americano Justin McBride).

"Esses recordes só mostram o quanto ele é dedicado e diferenciado. Não basta apenas ser bom, precisa de várias outras qualidades como foco, coragem, disciplina e muita fé. Foi um ano mágico pra ele. É nítido o quanto ele evoluiu e cresceu dentro do esporte. As adaptações dele aos touros, pulando na mão, na contra... Do jeito que o touro pula ele está preparado. Tirar 98,75 foi simplesmente incrível. E isso é apenas o começo da carreira de um menino sonhador, que busca e batalha muito. O resultado está sendo mostrado dentro da arena. Que sirva de exemplo para outros competidores que estão começando ou que já estão montando. A dedicação faz toda a diferença dentro do esporte", ressaltou Guilherme Marchi.

Com o título mundial, José Vitor Leme, que é natural de Ribas do Rio Pardo, em Mato Grosso do Sul, levou para casa a fivela de ouro, um cheque de 1 milhão de dólares pela conquista da temporada e mais 300 mil dólares pela vitória na etapa final. Com isso, se tornou o quinto competidor que mais faturou na carreira (5,11 milhões de dólares). Para Guilherme Marchi, José Vitor Leme já é uma lenda. Marchi acredita que Leme ainda deve conquistar muitos outros títulos mundiais ao longo da carreira.

"Eu acredito que ele vá conquistar não apenas o tricampeonato, mas outros títulos mundiais. Pela qualidade dele e pela dedicação, ele ainda vai alcançar outros feitos no esporte. Ele já é uma lenda viva, um atleta diferenciado, bicampeão mundial, bicampeão da final de Las Vegas, um cara que quebrou diversos recordes e já provou para o mundo inteiro o quanto ele é bom. Com certeza muitos outros títulos ainda virão", concluiu

Ele1 - Criar site de notícias